• Contribua

Genocídio Atemporal (POR: Fábio de Oliveira)

 

 

 

Um conjunto de fatores contribui para o extermínio de um povo: a falta de efetivação de políticas públicas, direitos negados, invisibilidade, desrespeito e preconceito às diversidades étnicas, reprodução de estereótipos, transmissões virais e chuva de agrotóxicos em terras indígenas, dentre outros tipos de violência. Se há meios mais econômicos e tecnológicos, por que desperdiçar […]

Por |maio 19th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

Participação da escritora Flávia Arruda no programa “Cabaré”

 

Hoje é dia de Cabaré com Maurício Assuero, e que prazer ter sido a convidada de hoje. Vamos lá, logo mais as 19h30, clica no link abaixo para entrar no Cabaré!

Espero vocês!

MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

Publicado em 19 de maio de 2021

Meu caro Editodos,

há algum tempo plantaram um pé de Arruda em Mossoró e o danado […]

Por |maio 19th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

Reflexos de Um Olhar (POR: Flávia Arruda)

 

 

 

 

“Num mergulho em si,

Ela ri aos olhos do tempo,

No intento das mudanças,

Em andanças d’alma,

E se arma de esperança,

Na dança dos tantos futuros,

Emergindo presentes, puros ou não,

Cabendo somente a ela a decisão…”

(Poeta Ricardo Morais)

 

Na soma do que nos constrói, carregamos um misto de opiniões sobre quem somos, no resgate daquilo que irá […]

Por |maio 19th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

Pardal (POR: Leonam Cunha)

 

PARDAL

Um pardal pousou
em meu braço e me entardeceu.
Chupei a dor do pardal pela asa ferida.
Asa é uma palavra que balança no vácuo.
Guardei o pardal no vento.
Pardal guardado no vento é uma imagem bonita.
Peguei um pincel e desenhei mais um pardal dentro do vento.
Os dois fizeram coisas de pardal.
Couberam numa fulô e tiraram cochilo.

Por |maio 18th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

Lançamento do livro Enquanto a Chuva Não Vem, da escritora Lúcia Eneida

 

 

Nesta terça-feira, no jornal Potiguar Notícias – Primeira Edição, o jornalista Cefas Carvalho entrevistou a escritora Lúcia Eneida, que falou sobre a sua produção literária, além do lançamento, pela editora B37, do seu novo livro, “Enquanto a Chuva Não Vem”, trabalho contemplado pela Lei Aldir Blanc, além de contar com o apoio do governo […]

Por |maio 18th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

ASAS (POR: Jeanne Araújo)

 

 

Asas
Um anjo de tez morena
abriu-me os ouvidos e a boca
queimou-me inteira
e feito incenso
subi aos céus do seu sublime claustro.
Meu anjo de tez morena
abriu-me o ventre e a alma
lambuzou-me inteira
e feito água
deslizei ligeira no seu peito adentro.
Acordei profanada de espasmos.

Por |maio 18th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

A ARTE DE AMAR (POR: Marcos Antonio Campos)

 

 
A ARTE DE AMAR
O céu, uma tela gris,
Onde eu contemplo o Olho do Tempo
Como se fosse um giz
Transformando no momento
Stratus em cumulonimbus.
Dali surgem figuras bizarras, oníricas
Miró, Chirico, Gala,
Que a, Persistência da Memória e o Sono deixaram-me confuso,
Mas juro que vi Dali
O Grande Masturbador e o Relógio Fundido.
No momento mágico, indefinido.
Aparece no meu caminho o […]

Por |maio 17th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

O Prêmio Potiguar de Música realizará cerimônia virtual para divulgar o vencedores

 

 

A Produção do Prêmio Potiguar de Música realizará no próximo dia de 19, a partir das 17 horas pelo Youtube da PNTVPLAy e redes sociais da Oficina Livre de Música uma cerimônia virtual para apresentar os vencedores do festival de música autoral que já é a sensação musical do RN.  Em sua primeira edição, […]

Por |maio 17th, 2021|Arte|0 Comentários

Leia mais

Retratos de Osair Vasconcelos (Por: Andreia Braz)

 

Dou respeito às coisas desimportantes
e aos seres desimportantes.
                                   ( Manoel de Barros)

         Uma das descobertas literárias mais agradáveis dos últimos tempos foi o livro de crônicas de Osair Vasconcelos “Retratos fora da parede”. A obra, publicada pela Z […]

Por |maio 16th, 2021|Literatura|0 Comentários

Leia mais

 

 
Escrevi esse poema
Para lembrar com alegria
Dessas saudades que guardo
No tempo da pandemia.
Saudade dos cordelistas
Dos poetas, dos artistas,
Das palestras, da zuoada.
Com a saudade crescendo
Eu vou terminar dizendo:
Eita saudade danada!
A minha segunda-feira
É um dia sem lazer
Acordo sempre disposto
Porém não tenho prazer.
Na mente vem as lembranças
Das escolas, das crianças,
André, Mariana, Paula…
A turma toda animada,
Eita saudade danada
Da minha […]

Por |maio 16th, 2021|Arte|0 Comentários

Leia mais