O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos.
                         Eleanor Roosevelt
Se por um lado a pandemia nos afastou de algumas pessoas, acabou nos aproximando de outras. Uma delas foi Marcos Alvarenga, analista de sistemas e professor carioca que vive em Natal há quatro anos. Quando nos conhecemos, ele tinha acabado de chegar na cidade do sol. Veio de carro com o namorado e parou em Minas Gerais para conhecer algumas cidades históricas. Nessa viagem realizou o sonho de conhecer a casa do médium Chico Xavier. Marcos é espírita e o mineiro de Uberaba é uma grande inspiração em sua vida.
Voltando ao dia em que nos conhecemos. O lugar foi o mais inusitado possível: o estacionamento do Natal Shopping. Estávamos assistindo a um show da Sesi Big Band, orquestra de Jazz, sob a batuta do maestro português Eugénio Graça, com a participação de Jorge Vercillo. Eu estava sozinha e Marcos com o namorado. Sou muito fã da orquestra e do músico carioca nem se fala. Não perderia por nada aquele evento. Uma noite pra lá de animada. Depois fiquei sabendo que ele tinha conseguido os ingressos através de um sorteio no rádio. Achei muito legal essa história. Aliás, ele me disse que costumava participar desse tipo de sorteio quando morava no Rio e sempre ganhava ingressos para concertos, peças de teatro…
Alguns dias depois, terminou o namoro e estava na maior bad. Essa história voltaria a se repetir algumas vezes. Uma verdadeira novela mexicana. Marcos é uma das pessoas mais dramáticas/passionais que conheço. Combinamos um café no shopping e aquela foi a oportunidade de nos conhecermos melhor. Depois de um café, um chocolate meio amargo e algumas confissões amorosas, ele me parecia mais feliz e até cogitava a possibilidade de conhecer um rapaz com quem conversava há alguns dias num aplicativo de relacionamento. Nascia ali uma grande amizade.
Mas nem só de decepções amorosas vive o homem. Naquela noite também falamos de literatura e o presenteei com um livro muito especial: “A grande arte de ser feliz”, de Rubem Alves. Gostei tanto desse livro que presentei outros amigos: Mara Castro, Mariana Lorena, Yanna Medeiros… A maioria das crônicas foi escrita a partir de dúvidas e sugestões de leitores enviadas por meio de cartas, e-mails. A obra é dividida em três partes: Coisas que dão alegria, Coisas do amor e Coisas da alma.
Alguns meses depois, comemoramos seu aniversário com uma pizza no mesmo shopping onde nos conhecemos. Aos poucos, fomos fortalecendo nossos laços e fui lhe apresentando alguns amigos (Ana Cláudia Trigueiro, Maria José Cristino, Verônica Campos, Monalisa Medeiros). Alguns eventos literários foram sendo incluídos em nossos roteiros. O lançamento do livro “Combustão” (Penalux, 2018), de Cefas Carvalho e Jeanne Araújo, no Bardallos, foi um desses momentos especiais. Participamos também de um evento muito animado e eclético para comemorar o lançamento da “Antologia Poética Lua Cheia” da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte (SPVA/RN), organizada por Ozany Gomes, educadora, poeta e agitadora cultural que preside a instituição. Meu exemplar foi presente de Jania Souza, amiga querida e poeta que muito admiro. Saudade dos eventos literários presenciais…
Voltemos aos nossos passeios e eventos culturais. Outro momento inesquecível foi o show de Diogo Nogueira e Maria Rita, na Arena das Dunas. Detalhe: o show aconteceu debaixo de uma chuva torrencial. Nem por isso deixamos de nos divertir e nos emocionar com clássicos do samba. Uma noite memorável.
Quatro anos depois, estamos aqui, no meio de uma pandemia. Apesar de tudo, seguimos estudando, trabalhando e lutando por um futuro melhor. Agora somos vizinhos. No entanto, apesar de estarmos separados por apenas uma casa, em 2020, no período mais rigoroso de distanciamento social, passamos alguns meses sem nos vermos ou visitarmos um ao outro. Nos falávamos apenas por telefone. No final do ano, com a flexibilização das medidas de isolamento, foi que nos reaproximamos, mas sempre tomando todos os cuidados necessários para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Nosso almoço de Natal marcou essa retomada da nossa convivência, digamos assim.
Depois disso, alguns momentos únicos: aniversário de um ano de Lingo (o cachorrinho de Marcos), um final de semana em Touros e São Miguel do Gostoso nossa amiga Maria José, a melhor anfitriã. Foram três dias de muitas risadas e comilanças. Inesquecível nosso final de tarde na praia de São Miguel do Gostoso. O passeio na feira de Touros também foi ótimo.
Quatro anos depois, estamos aqui, dividindo conquistas, alegrias, sonhos, mas também frustrações, rompimentos amorosos, inseguranças, dificuldades financeiras, problemas acadêmicos, dilemas familiares, perda de entes queridos.
Quatro anos depois, estamos aqui celebrando suas conquistas e tenho muito orgulho de você, amigo. Aliás, quero parabenizá-lo novamente pelo seu título de mestre. Com muito esforço e dedicação, você concluiu o Mestrado Profissional em Tecnologia da Educação, na UFRN. Em meio a tantos desafios impostos pela pandemia, dificuldades pessoais, o trabalho como professor temporário do Estado, você conseguiu concluir o mestrado e em breve concluirá a especialização em docência do ensino superior e profissional. Foi uma alegria estar com você no momento em que foi buscar seu diploma. Muito bom partilhar contigo essa vitória, depois de tudo que você enfrentou para alcançar seus objetivos profissionais e acadêmicos. Isso é só o começo, baby. Você chegará ainda mais longe.
Enquanto escrevo esta crônica, você viaja para Mossoró, onde participará da segunda etapa de um concurso para professor substituto da UFERSA, no campus de Angicos. Estou aqui torcendo por você e tenho certeza que em breve estará realizando seu sonho de ser professor universitário. Que o nosso próximo encontro seja para festejar sua aprovação nesse concurso. Estou muito orgulhosa de você e confiante na sua vitória.
Desejo que você também realize o sonho de construir sua casa em São Miguel do Gostoso. Só lhe peço uma coisa: coloque minha rede na varanda e faça aquele brownie com café que saboreamos ontem na sua casa. Se quiser, também fazer aquele almoço que eu adoro (frango no forno com arroz e legumes).