O desenho animado é uma grande invenção para o entretenimento de crianças, aposentados e idosos, mas de pouca serventia para a maioria das pessoas adultas. Não me incluocomo aficcionado em assistir esses programas na televisão. Porém, na adolescência li muitas dessas revistas. Entretanto, um dos desenhos animados que mais despertou minha atenção foi “O Marinheiro Popeye”. Achava e ainda acho muito interessante a criatividade desse personagem, o qual surgiu em 1929 nas tiras de quadrinhos “Thimble Theatre” de Elzie C. Segar, que eram publicadas no “New York Journal”.

Em 1933, Popeye (Popeye the Sailor) foi adaptado para os cinemas. Apareceu em um desenho animado da personagem Betty Boop e produzido pelo Fleischer Studios. Logo Popeye também estrelou seus próprios desenhos animados produzidos pelos irmãos Fleischer.

O significado do nome do Popeye é “olho estourado”. É chamado assim pelo fato de ser um marinheiro caolho e comedor de espinafre (spinach), a arma secreta de Popeye, que sempre é usada na última hora.

“Pop eye” quer dizer: pop = estouro, eye = olho, parecido um pouco com a palavra pipoca que é popcorn em inglês: pop = estouro, corn = milho, “milho estourado”.

Um fato curioso é que originalmente Popeye era mesmo caolho e tinha o olho direito furado, mas a partir do final dos anos 40 essa característica foi tirada do personagem e ele passou apenas a ficar com um dos olhos fechados, sempre trocando de um para o outro, e às vezes mantendo os dois olhos abertos. Atravessando gerações, as histórias do Marinheiro Popeye cativaram as crianças de todas as épocas. Popeye gerou um aumento de 30% no consumo de espinafre nos Estados Unidos, porque as mães convenciam os filhos a comerem espinafre alegando que assim eles ficariam fortes. Nas primeiras aparições de Popeye nas tiras de jornais em 1929, ele ainda não usava o espinafre para ficar forte, mas sim uma galinha mágica chamada “Bernice The Wye Hen”, da qual ele esfregava a sua crista para ficar forte nos momentos de perigo. Mais tarde, em 1933 quando Popeye apareceu em desenhos animados do Fleischer Studios para o cinema ele foi mostrado nos filmes usando o espinafre para ficar forte.

Entre eles passaram também a introduzir espinafre nas histórias em quadrinhos para popularizar os desenhos animados. Mas a galinha Bernice voltou a aparecer nos episódios de TV da King Features Syndicate nos anos 60. Porém seu nome foi mudado para apenas “The Wiffle Bird” e não era mais uma galinha, e sim um pássaro mágico de cor amarela que realizava três pedidos de qualquer pessoa que o encontrasse e esfregasse as três penas do seu topete (emborahouvesse episódios em que eram três penas da cauda). Houve também um episódio dessa época chamado A Vingança do Pássaro Mágico (“The Wiifie Bird’sRevenge”), em que o pássaro jogou um feitiço no Dudu por ele ter tentado pega-lo para cozinha-lo, fazendo com que o Dudu se transformasse num lobisomem toda vez que falasse a palavra hambúrguer.

Em 1981 foi lançado uma nova versão do desenho produzido também pela Hanna Barbera, intitulada “0 Show do Popeye e Olívia palito”, por esse desenho era dividido em três partes uma com Olivia e Alice a Grande no exército, nesse desenho tinha novas personagens que eram a Sargento Bertha, popularmente conhecida como Sargento Megera e o Sargento Chumb, na outra parte do desenho era Popeye no tempo das Cavernas e o terceiro desenho eram todos os personagens da turma do Popeye juntos essa versão do desenho passou muito no canal de televisão brasileira SBT.

Em 1987 a Hanna Barbera, lançou mais uma versão do desenho que era o Popeye com o seu filho que não teve tanto sucesso quanto as versões anteriores mas agradou bem aos fãs, mas quem pensa que essa foi a última roupagem do Popeye criado pela Hanna Barbera está muito enganado pois em 2001 foi criado um novo desenho do Popeye chamado “O Novo Show do Popeye”, que ainda não foi lançado no Brasil. Longa vida ao marinheiro mais famoso dos desenhos animados.

 

Fontes: Wikipédia a enciclopédia livre – internet.

Crédito da foto: senhoradoseculo.com.br